Catálogo Artistas Audio Video Sobre a Voiceprint SHOP ONLINE
Artistas
+ Brasil
Alvos Móveis
Arco Duo
Ciro Pessoa
Continental Combo
Dialeto
Dr Fantástico
Fabio Golfetti
Giuseppe Frippi
Gong Global Family
Gritando HC
Holly Tree
Invisible Opera Company of Tibet (Brazil)
Jorge Pescara
Jupiter Apple
Mobilis Stabilis
Momento 68
Nihilo
Rainer Tankred Pappon
Stereotrips
The Forest
Violeta de Outono
Zabomba
Zero

Distribuição
Invisible Opera Company of Tibet (Brazil)

Links:
MySpace
Website Oficial 1
Website Fabio Golfetti
Títulos:
Glissando Spirit Live
Glissando Spirit
UFO Planante
The Invisible Opera Company of Tibet (Ópera Invisível do Tibet) é um nome-código criado por Daevid Allen, fundador dos grupos Soft Machine e Gong. A ideia original, em suas próprias palavras, era criar “uma rede internacional ideológica, espiritual e estética de comunicações, para artistas de todos os tipos, que compartilhem uma visão comum de cordialidade e pan-estilismo, incluindo formas artísticas que atuam junto às iniciativas dirigidas a uma evolução consciente”.

The Invisible Opera Company of Tibet apareceu pela primeira vez em um café de rua em Paris, no ano de 1968, e desde essa época vários artistas individuais e grupos em todo o mundo têm trabalhado sob a sua influência universal, invisível, porém sempre presente.

“Eu vi a possibilidade de um novo tipo de coletivo musical. Por que não criar um grupo ‘guarda-chuva’ abrigando várias bandas, todas com o mesmo nome e com músicas compatíveis e/ou compartilhadas, desenvolvendo e se promovendo simultaneamente em diferentes centros do planeta? Isto criaria a possibilidade de migração de músicos de grupo para grupo, enquanto os próprios grupos se mantêm ativos em seu território. Eu vi então a real existência desta possibilidade em três versões contemporâneas do Invisible Opera Company, uma na Austrália, com Russel Hibbs, uma no Brasil, com Fabio Golfetti, e outra na Inglaterra, com Brian Abbott. Percebi que, potencialmente, a minha visão estava no lugar ..." (Daevid Allen)

Com quatro CDs lançados, "Cosmic Dance" (1992), "Glissando Spirit" (1997), "Glissando Spirit Live" (2005) e o mais recente “UFO Planante” (2010), além de várias gravações entre 1990-2006, a música da versão brasileira do Invisible Opera Company segue a estética e os princípios do conceito original, trazendo uma música abrangente que vai do free-jazz psicodélico ao space rock, explorando tendências como ambient music e eletrônica.