Catálogo Artistas Audio Video Sobre a Voiceprint SHOP ONLINE
Artistas
+ Brasil
Alvos Móveis
Arco Duo
Ciro Pessoa
Continental Combo
Dialeto
Dr Fantástico
Fabio Golfetti
Giuseppe Frippi
Gong Global Family
Gritando HC
Holly Tree
Invisible Opera Company of Tibet (Brazil)
Jorge Pescara
Jupiter Apple
Kaoll
Mobilis Stabilis
Momento 68
Nihilo
Rainer Tankred Pappon
Stereotrips
The Forest
Violeta de Outono
Zabomba
Zero

Distribuição

Alvos Móveis
Slow Link

Número de Catálogo:
VPB109CD
Data de Lançamento:
16/09/2002
Formato:
CD
Selo:
Voiceprint Brazil
Gênero:
Avant-Garde ;
 

Miguel Barella e Giuseppe Lenti (o "Frippi") se consagraram na New Wave paulista e brasileira, em meados dos anos 80, como dois de seus melhores guitarristas, principais responsáveis pelo som peculiar, moderno e intrincado, dos Voluntários da Pátria. Formados pela audição do jazz setentista-viageiro (Miles Davis, John McLaughlin, Don Cherry, Weather Report, Oregon), souberam entender bem as lições de urgência e rigor do pós-punk, plasmando uma música em que a generosidade da informação nunca se traduzia em excesso. Pelo contrário, para citar a afirmação de um fã do Television (aliás, outra referência fundamental) a propósito das guitarras do Tom Verlaine e Richard Lloyd, elas "só fazem sentido se forem ouvidas juntas". Mas do que estética, essa "ética do instrumental" foi encontrar sua tradução mais precisa no projeto Alvos Móveis, após o fim dos Voluntários.

Um pouco por acidente, um pouco por contingência Giuseppe & Miguel foram desembarcar no formato espartano deste disco instrumental. Na verdade, ele faz parte de uma certa categoria de álbuns instrumentais que tentaram entender a função da guitarra no pós-pós-punk, movidas a bateria eletrônica e dedicados à depuração do discurso das seis cordas: os das parcerias de Robert Fripp e Andy Summers, de Richard Quine e Fred Maher, de Jody Harris e Robert Quine; o "Primitive Guitars" de Phil Manzanera, e outros posteriores (os de David Torn, Bill Frisell, o solo do Reeves Gabrels, etc.). Também remete às derivações texturadas de artistas surgidos da New Wave, como David Sylvian (ex-Japan).

Uma das opções do duo foi a utilização de afinações alternativas, outra foi mesclar as sonoridades acústicas com os recursos da eletrônica: as baterias programadas com os instrumentos étnicos de percussão, os toque de contrabaixo acústico, trompete e cítara com o e-bow e guitarra sintetizada.

Nas gravações, contaram com contribuições decisivas como a do baixista/stickman e programador Akira S (companheiro de Voluntários) e do produtor e percussionista Geraldo D'Arbilly, além de participações como as de Fábio Golfetti (mentor do Violeta de Outono) e Armando Tibério.

Alex Antunes

1. Tango
2. Your Place
3. O Inferno são os outros
4. 98 gradini
5. Gralla
6. 1987
7. UQBAR
8. Slow Link
9. He venido para ver

Celio Barros - Acoustic Bass - (tracks: 1, 2, 3, 4)
Kuki - Drums - (tracks: 2, 3)
Giuseppe Lenti - Guitar, Acoustic Guitar [Violão], E-Bow, Percussion
Miguel Barella - Guitar, Reeds [Gralla], Synth, Percussion, Programming
Tuca Nemeth - Synth [Minimoog] - (tracks: 8)
Armando Tibério - Tabla - (tracks: 1)
Nahor Gomes - Trumpet, Flugelhorn - (tracks: 2, 8)
Eduardo Contrera - Vocal Percussion - (tracks: 4)